guide

Introdução

Languages:  de  el  en  es  fr  he  hr  id  is  it  ja  ko  lt  lv  nl_BE  pt_BR  ro  ru  zh_CN  zh_TW 

Você sabe exatamente quanto do seu dinheiro de impostos é gasto em iluminação pública ou pesquisas contra o câncer? Qual é a rota de bicicleta mais curta, mais segura e mais pitoresca da sua casa até o seu trabalho? E o que está no ar que você respira pelo caminho? Onde na sua região, você encontra as melhores oportunidades de emprego e o maior número de árvores frutíferas per capita? Sabe quando você pode influenciar decisões sobre questões com as quais você se importa muito, e com quem você deveria falar sobre isso?

Novas tecnologias tornam possível desenvolver serviços para responder essas perguntas automaticamente. Muitos dos dados necessários para responder essas perguntas são gerados por órgãos públicos. Esses dados, no entanto, quase nunca estão disponíveis de uma forma fácil de usar. Este livro trata de como destravar o potencial de informações públicas e outras que possibilitem criar novos serviços, melhorar a vida dos cidadãos e fazer com que o governo e a sociedade funcionem melhor.

A noção de dados abertos e, especificamente, dados abertos governamentais - informação, pública ou não, que qualquer um tem liberdade de acesso e reutilização para qualquer propósito - existe há alguns anos. Em 2009, dados abertos começaram a se tornar visíveis ao público em geral, na medida em que vários governos (tais como os E.U.A., Reino Unido, Canadá e Nova Zelândia) anunciaram novas iniciativas de abertura de suas informações públicas.

Este guia explica os conceitos básicos de ‘dados abertos’, especialmente em relação ao governo. Ele descreve como dados abertos criam valor e podem ter um impacto positivo em muitas áreas diferentes. Além de explorar o conceito de dados abertos, o guia também provê informações concretas sobre como produzir esses dados.

Público-alvo

Este guia tem um público-alvo abrangente:

  • aqueles que nunca ouviram falar de dados abertos e aqueles que se consideram ‘profissionais de dados’ experientes
  • servidores públicos e ativistas
  • jornalistas e pesquisadores
  • políticos e desenvolvedores
  • aficionados por dados e aqueles que nunca ouviram falar de uma API - Application Programming Interface ou, em português, Interface de Programação de Aplicativos.

A maior parte da informação deste guia é sobre dados sob a guarda do setor público. Os autores pretendem ampliar o foco do manual, conforme o tempo permitir. Sinta-se convidado a participar e nos ajudar nesse esforço.

Este guia é destinado àqueles com pouco ou nenhum conhecimento sobre o tópico. Se você achar um jargão ou palavra que não conhece, por favor consulte o Glossário detalhado e as Perguntas Frequentes, no final do guia.

Créditos e direitos autorais

Coautores

Referências prévias diretamente utilizadas

  • “Uma proposta técnica de como implementar IATI”. Grupo de Consultoria Técnica do IATI, coordenado por Simon Parrish
  • Unlocking the Potential of Aid Information. Rufus Pollock, Jonathan Gray, Simon Parrish, Jordan Hatcher
  • Manual finlandês, elaborado por Antti Poikola
  • Relatório “Além do Acesso” Access Info e Open Knowledge Foundation

Outras referências